Como o Google planeja fazer entregas com drones a você

Uma patente concedida ao Google no dia 25 de abril deste ano sugere como a gigante de tecnologia pretende fazer entregas de produtos em domicílio usando drones, os objetos voadores não tripulados.

Segundo informações do site Quartz, o método patenteado prevê que o drone terá uma corda acoplada, que levará lentamente o pacote até o chão. Além disso, sensores permitiriam ao drone identificar quando o pacote tocou o solo e a entrega foi finalizada.

O que mais chama atenção, contudo, é a forma de interação entre o drone e as pessoas. Segundo a patente do Google, os drones devem anunciar mensagens de alerta, como: “Cuidado. Afaste-se”, para que pedestres que circulam pela área não esbarrem no drone. Depois de fazer a entrega, o drone também deve dizer, em um tom alegre: “Entrega completa”.

Por enquanto, não há nenhuma garantia de que o Google irá desenvolver esse tipo de tecnologia nos formatos previstos pela patente. Em resposta ao site Quartz, um porta-voz da empresa se limitou a dizer que o Google detém muitas patentes, com os mais diversos tipos de ideias, mas nem todas elas amadurecem e se convertem em produtos ou serviços.

De qualquer forma, conforme relata o Quartz, o Google tem trabalhado no desenvolvimento de objetos não tripulados há anos. Dave Vos, diretor do Project Wing, divisão que cuida dos projetos de drones da Alphabet – holding que controla o Google –, disse em novembro que a empresa pode ter um programa de entregas em domicílio por drones em funcionamento até 2017.

O prazo mencionado por Dave Vos considera, porém, que as entidades que supervisionam e disciplinam a prestação de serviços por robôs nos Estados Unidos consolidem a regulamentação que dispõe sobre as entregas por meio de drones.

Fonte: exame.com